quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A inveja dos homens malignos.

Essa semana novamente o velho homem apareceu. Ele é assim: chega de repente e quer causar um grande estrago. Quanto mais eu me preparo para enfrentá-lo, mais ele arranja meios para me tirar do alvo.

No meu caso o velho homem aparece, na maioria das vezes, quando vejo a ‘ungida do senhor’. Ela realmente me tira do sério com seu jeito peculiar de ser.

Mas de que adianta toda essa resistência e falta de compreensão da minha parte? De que adianta esbravejar e ainda que erroneamente, querer tirar satisfações de uma ‘Pobre coitada’? Devo sempre ter à memória de que Deus está voltando e muitos que se dizem Teus filhos não o são de verdade, embora estejam trabalhando incansavelmente na obra do Senhor, o fazem por simples incompreensão do ‘ide’ do Senhor.

Quero um dia compreender porque pessoas agem assim, quero um dia poder olhar para algumas delas e não sentir mais repulsa.

E o que importa nesse momento é ouvir o que a Palavra do Senhor tem a dizer: “Não tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles, pois o seu coração medita a violência, e os seus lábios falam maliciosamente.” Provérbios 24:1e2

Meu caro leitor, isso já aconteceu com você, ter um sentimento de inveja por pessoas más? Eu, até pouco tempo atrás me envergonhava por achar que esse sentimento em minha vida era genuíno, mas ao ler esse versículo, percebi como o inimigo quer nos confundir, e descobri o que nutria esse sentimento: a raiva e a incompreensão pelo simples fato de pessoas más estarem à frente de ministérios.

O segundo passo é querer ‘estar’ com eles, talvez não literalmente, mas de uma maneira que possamos acompanhá-los de longe em suas peripécias. É um desejo de compartilhar, de viver o que eles vivem, de fazer o que fazem, baseando-se na inveja que nutrimos por eles, entende? Mesmo sabendo que meditam em seus corações a violência, não física, mas espiritual, comparado a um assédio moral cristão, mesmo sabendo que só falam maliciosamente e evidenciam a intenção de tirar vantagem por trás de cada palavra e cada gesto. Ainda assim, nutrimos o desejo de ‘estar’ com eles.

Mas que bom que o Senhor é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Ele é fiel, e Suas misericórdias se renovam a cada manhã.

Um comentário:

Lais Mota disse...

Amém! Sábios são o conhecimento de Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...